Carboxiterapia Facial e Corporal

Carboxiterapia Facial

Consiste na aplicação de gás carbônico (CO2) através de infusão nos tecidos com pressão controlada.

O gás carbônico é o produto natural do metabolismo após o uso de oxigênio, sendo produzido no organismo diariamente em grandes quantidades e portanto não apresenta alergia ou toxicidade, se usado na quantidade habitual.

Um potente vasodilatador, o gás carbônico aumenta o fluxo de oxigênio para os tecidos (pele e anexos) ao melhorar a circulação no local da aplicação. Um tecido melhor oxigenado cicatriza melhor, produz mais colágeno, reestrutura suas fibras e ganha mais firmeza.

A aplicação é feita por injeção com agulha muito fina e o gás é aquecido, o que diminui muito o desconforto. É comum um ardor na hora da aplicação e leve coceira logo após. O tecido fica pouco distendido por aproximadamente 15 minutos, voltando depois ao seu normal.

A quantidade e freqüência das sessões variam conforme cada caso. Os efeitos são vistos após algumas sessões, quando ocorre a maior produção do colágeno, retração e descolamento da pele com fissuras.

O resultado esperado e a frequência das aplicações dependem do tipo de pele, biótipo do paciente e grau da alteração a ser tratada.

Indicações:

  • Rugas estáticas do rosto;
  • Glabela (ruga da preocupação);
  • Periorbital (pés de galinha);
  • Nasolabial (bigode chinês);
  • Frontal (testa), etc;
  • Olheiras.

Carboxiterapia Corporal

Para o tratamento da CELULITE “O desenvolvimento da celulite passa por três fatores: edema, gordura e fibrose – a carboxiterapia é o único tratamento que atua nesses três níveis”. O edema é resolvido pela dilatação dos vasos e otimização da circulação, a fibrose é rompida pela injeção de gás, e a gordura mais facilmente queimada pelo aumento do metabolismo que ocorre no local.

No caso da ESTRIA, o gás carbônico atua distendendo o tecido desta cicatriz – a elevação visível durante o tratamento. O descolamento preenche essa região de gás carbônico e estimula a formação de colágeno no local. Os benefícios são muito mais visíveis para estrias novas, avermelhadas. Estrias brancas são mais antigas e fibras elásticas que já estão totalmente rompidas não se regenerarão. Da mesma maneira a carboxiterapia atua no tratamento de cicatrizes e no tratamento de fibroses decorrentes de cirurgias plásticas, como a lipoaspiração, por exemplo. “O ácido carbônico rompe a fibrose e ameniza irregularidades”.

No tratamento da GORDURA LOCALIZADA são mais discretos. Além de melhorar a circulação e a queima de gordura no local, a carboxiterapia, , promove a quebra das células de gordura a partir da estimulação de seus receptores beta adrenérgicos.

Pular para a barra de ferramentas